domingo, 7 de outubro de 2012

Deu SAMBA!

E lá do alto, do décimo oitavo andar, foi que descobrimos July e Marcelo.
Samba Samba Samba
Melhor palavra para descrever esses dois não há.

July e Marcelo, 1802.

Ela, União da Ilha. Ele, Unidos de Lucas de coração.
Mais -mas muuuuito mais- do que isso...
July faz parte da diretoria da Unidos da Ilha. Ela cresceu dentro da escola e é a responsável pela concretização de muitas fantasias do grupo.  É ela quem traz a fantasia para a realidade, a partir do desenho criado. Tudo que aprendeu de tecido, costura, acabamento, etc, etc, etc...  foi lá mesmo e ela se orgulha disso. July conheceu seu marido, Marcelo, no samba e hoje os dois trabalham juntos. Ele é compositor de samba-enredo e também conselheiro da escola. Possui vários sambas premiados e inclusive o da União da Ilha do ano passado é de autoria do próprio, nosso vizinho do 1802.


| por: Aline Campbell |

Primeiros Encontros

É com muita emoção no coração que inicio este post, neste domingo lindo de eleições, acreditando em um Brasil mais justo, um Rio de Janeiro mais fraterno e um condominio mais feliz. Anunciamos os primeiros encontros do projeto Conheça O Seu Vizinho.

Eles serão realizados dias: 14(domingo),  17(quarta-feira) e 20(sábado).

Isso mesmo, são três datas diferentes para que todos possam participar.
Os encontros ocontecerão no apartamento da Aline, o 1105.
Comes e bebes serão bem-vindos!!!
Compareçam!
:)

Obs: Com esses encontros, buscamos proporcionar aos nossos vizinhos, a possibilidade dos mesmos: se conhecerem, interagirem e se divertirem. Somente alguns degraus de distância!

Obs2:Valorizando local, pensando global!!!


Por um condôminio mais feliz!

| por: Gabriele Valente Feliz |
                  :)  

sábado, 6 de outubro de 2012

Sexta-feira do brigadeiro

Antes de mais nada, um "viva" para o nosso projeto que a cada dia ganha mais força! 
Aliás, um VIVA bem GRAAAANDE!
Do tamanho da nossa capacidade de fazer acontecer :-)

Trabalho em equipe para a 'missão porta' parte 2. Cortando os convites.
Agora mesmo, pouco antes de começar a escrever esta postagem, minha campainha tocou. Era o Alexei (desculpe-me se escrevi seu nome errado), meu vizinho de parede, do 1108. Veio agradecer ao convite sobre nossas reuniões do "Conheça Seu Vizinho" e em um bate-papo rápido de porta contou-me que se mudou há poucos meses e podemos contar com sua presença no domingo, dia 14. 

Vamos que vamos!

Mas voltando ao foco da postagem, foi ontem no final da manhã, no elevador mesmo, que conheci o Vitor e a Talitha, do 501. Eles se dispuseram a conversar com a gente e não desperdiçamos a oportunidade. Algumas horas mais tarde já estávamos eu, Gabriele e o casal aqui em casa, trocando figurinhas. Com ótimas idéias, eles agarraram o projeto com unhas e dentes e inclusive foram os responsáveis pela cereja do bolo na decisão de marcarmos nossas reuniões. Como todos já estão sabendo, nos dias 14, 17 e 20 deste mês estaremos nos encontrando aqui em casa. Mas depois eu escrevo uma postagem explicando melhor sobre.

Talitha, apto 501
Talitha é formada em cinema e há 9 anos trabalha na área, como produtora e editora. Ela, que já produziu programas de televisão inclusive para o Multi Show, mostrou-nos um mini doc seu, sobre os artistas no Morro da Conceição, que agrega ao todo 11 ateliês. Simplesmente fantástico.
Atentem também à esta informação:
Essa morena que mora há apenas 1 ano com a gente tem outra profissão...
Vizinhas, vizinhos, chocólatras de carteirinha...
Ela é sócio-proprietária de uma brigaderia na Rua do Resende. Sortuda fomos nós (Gabriele e eu) que de quebra ganhamos algumas delícias 0800 ;-p

Atelier Brigadeiro Carioca
Rua do Resende, 11
tel.: 2509-2565


Talitha gosta de praticar esportes e está sempre pedalando por aí. Durante nossa conversa até surgiu a idéia de organizarmos a "bicicletada Novo Centro". Seria bacana, não?!
Para finalizar, um outro lado dessa vizinha show de bola é que ela gosta de trabalhar com as mãos, trabalhos táteis. Ela, que utilizou as mãos por muitos anos durante a infância tocando piano, diz que até pensou em estudar medicina, seguir carreira como cirurgiã. Pelo mesmo motivo. Bom, cirurgiã não temos, mas ganhamos um óóótimo apoio no projeto, cheia de talentos e disposta a colocar a mão na massa!

Talitha e Vitor

Talitha e Gabriele, maluquisses e doidisses à parte.

| por: Aline Campbell |

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Frases na escada

"Não que nossa idéia não tenha dado certo, 
apenas talvez não tenha sido o momento certo, ainda..."

Na quarta-feira, dia 04/10, eu e Gabriele Valentíssima fomos na missão escada. Com o rolo de fita crepe no braço e recortes impressos nas mãos, a idéia foi pegar frases e citações de grandes nomes brasileiros e colá-las em todos os andares, na área da escada: local este muitas vezes esquecido por nós moradores.


As frases foram as seguintes:

“Não diga que a vitória está perdida. Tenha fé em Deus, tenha fé na vida. Tente outra vez!”
Raul Seixas
 
“Não precisa correr tanto, o que tiver de ser seu às mãos lhe há de ir.”
Machado de Assis

“O sorriso enriquece os recebedores sem empobrecer os doadores.”
Mário Quintana


“Disciplina é liberdade; Compaixão é fortaleza; Ter bondade é ter coragem.”
Renato Russo

“Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade.”
Carlos Drummond de Andrade

“Não é o poder que corrompe o homem. O homem é que corrompe o poder.”
Ulisses Guimarães

“Coerentes são aqueles que defendem os interesses que beneficiem a maior quantidade possível de pessoas.”
Hélio Ribeiro

“Bons resultados não acontecem por acaso.”
Fernando Lapolli

“Se você quiser alguém em quem confiar, confie em si mesmo. Quem acredita sempre alcança.”
Renato Russo

“Não tenho tempo para mais nada. Ser feliz me consome.”
Adélia Prado
“O tempo não para... e a gente ainda quer correr.”
Cazuza

“Ninguém é igual a ninguém. Todo ser humano é um estranho ímpar.”
Carlos Drummond de Andrade

“Não existe nada de completamente errado no mundo. Mesmo um relógio parado, consegue estar certo duas vezes por dia.”
Paulo Coelho

“É melhor ser alegre que ser triste, alegria é a melhor coisa que existe.”
Vinicius de Moraes

“Nunca deixe que lhe digam que não vale a pena acreditar no sonho que se tem, ou que seus planos nunca vão dar certo, ou que você nunca vai ser alguém.”
Renato Russo

“Segue o teu destino, rega as tuas plantas, ama as tuas rosas. O resto é a sombra de árvores alheias.”
Fernando Pessoa


Porém, pouco mais de 24h depois da missão, já nenhuma frase mais havia e só restou para contar história, fotos.
Questionei-me por um tempo sobre quem teria retirado as frases e o porquê de tal feito. Mas sabe, resolvi deixar pra lá. Mais a pena vale os esforços para o bem. Se alguém sentiu-se incomodado com as frases, seja pelo motivo que for, o mesmo direito essa pessoa teve de retirá-las do que nós tivemos de colocá-las.
E vamos seguindo! :-)


| por: Aline Campbell |

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Primavera dos Livros 2012

Você viu esse flyer na sua caixinha de correio?


Oi galera!!!!
Aqui quem escreve é a Gabriele do 1502.
Provavelmente, muitos de vocês devem ter visto em suas caixinhas de correio esse flyer.
Fui eu que coloquei lá para convidar todos vocês a prestigiarem essa maravilhosa feira de livros que está na sua décima segunda edição e oferece livros com até 50% de desconto. Ela acontece no Museu da República até domingo (30/09) e funciona das 10 às 22hrs.
Eu trabalho para uma empresa social familiar, que é também uma editora, chamada Evoluir Cultural. Nós produzimos livros para todas as idades, mas em especial para as crianças, na linha da educação para a sustentabilidade.
Temos vários livros legais como o Rata Yoga, que é uma ratinha muito simpática que nos ensina a fazer yoga e a série dos Heróis, que nos mostra como podemos nos organizar para AGIR em defesa da natureza.
Venham conferir!!!!





| por: Gabriele Valente Feliz |
                  :)  

domingo, 23 de setembro de 2012

Suzana Nana

Suzana, do 907
Suzana Gonçalves dos Santos, maranhense criada no Piauí e carioca de coração, mora no Novo Centro há 8 anos, com o irmão Marcelo. Ela é super alto astral e adora crianças. Trabalhou como babá por muitos anos -até mesmo fora do país- e hoje é acompanhante de uma senhora no Leblon. Suzana é uma pessoa simples e super divertida. Diz que tudo que sabe aprendeu foi na prática mesmo. 
" Aprendi tudo no susto! "
Ri um bocado quando ela me contou da experiência nos Estados Unidos, onde morou por 6 meses. Mesmo sem falar uma palavra em inglês, ela se virou muito bem por lá e se divertiu à beça. Moça viajada e vivida, que já morou inclusive na Rocinha por muitos anos, Suzana diz que não troca o Brasil por país nenhum e ama o Rio de Janeiro. 
Seu super poder se manisfesta na cozinha. Ela tem 24 receitas, 100% exclusivas, de pratos salgados. Bacalhau é com ela mesma! O prato deu-lhe 3º lugar num concurso do supermercado Pão de Açúcar, em abril deste ano. Segundo ela, o primeiro lugar só não foi seu por falta de tempo para se dedicar ao prato, pois ela só está em casa aos finais de semana. Suzana comercializa suas delícias e em breve colocarei seus pratos no blog, para os bons de garfo poderem encomendar e deliciar-se com as Receitas da Nana.

| por: Aline Campbell |

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Cláudio Coringa

Felizes somos nós do Novo Centro, com porteiros simpáticos e alegres como só eles! A carta da vez foi o Cláudio, nosso porteiro "coringa", aquele que cobre as folgas e férias da galera.  Cláudio, que tem 38 anos e mora em Inhaúma, trabalha conosco há quase 7 anos. Além de porteiro, já trabalhou aqui no prédio como vigia noturno, garagista e faxineiro. Cláudio é músico, e nas horas vagas, além de dar aulas de violão, guitarra e baixo elétrico, também toca e canta na igreja evangélica Ministério Profético Nascer de Novo, em Nova Iguaçu, onde ainda, é ministro de louvor.

Cláudio, o porteiro coringa.

Cláudio tem um filho de 11 anos e diz ser cozinheiro de mãos cheias! Pratos salgados ou doces, não importa, ele manda ver! Só sei que eu, vegetarianíssima, fiquei com água na boca quando ele nos contou do seu feijão com berinjela e chuchu. Hmmm 


| por: Aline Campbell |

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Espalhando a notícia

Gabriele Valente Feliz, na missão.
Então que, enfim, terminamos a "entrega" dos flyers de divulgação do projeto. De porta em porta, deixamos nossa mensagem inicial, convidando todos a visitar o blog e espalhar nossa idéia. Vamos conhecer aqueles que moram ao nosso lado e trabalhar em prol de um condomínio mais feliz. Temos muitos talentos e muitas idéias, e aonde queremos chegar com tudo isso é simplesmente crescer em conjunto. Enxergar as pessoas, os ambientes e as coisas. Trabalhar o inexplorado e explorar o inesperado, porque nós somos pessoas e nós podemos fazer acontecer. 
Mas para isso, precisamos agir. 
E então... vamos?


Logo logo estaremos marcando uma primeira reunião para conversarmos mais sobre o projeto e coletar idéias. Ajude-nos a pensar em qual seria o melhor dia e os temas a serem abordados. Precisamos do apoio dos moradores, porque somos nós que podemos fazer acontecer no Novo Centro.


| por: Aline e Gabriele |


terça-feira, 18 de setembro de 2012

Ana Paula, a pesquisadora



A pisciana do 1804 

Foi a partir das informações do comentário do último post da nossa vizinha Ana Paula do 1804 que fomos em busca do morador do 1806, o mais antigo do prédio. Batemos na campanhia três vezes e nada. Quando estavamos indo embora, Ana Paula sai do seu apartamento. Muito simpática e receptiva nos convida para entrar nos informando que seu vizinho de porta está sempre lhe contando histórias  da época que o prédio nem tinha elevador. Pesquisadora da área de direitos humanos, se considera uma advogada meio torta, pois trabalha mais com ciências sociais do que outra coisa. Levanta a bandeira a favor dos direitos da mulher e contra a violência doméstica. 

Grande apoiadora do projeto: Conheça o seu vizinho, apoia o uso dos espaços comuns do condomínio, defende a horta comunitária e é super favor de atividades física condominiais como: yoga, dança ou alguma atividade física conjunta.
Ahh, esqueci de dizer que ela tinha nosso flyer na pregado na geladeira. Achamos demais, mas esquecemos de fotografar.
Manda uma foto da sua geladeira Ana!!!!



A beleza da sua sacada

















| por: Gabriele Valente Feliz |
                  :)   

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Curiosidade!

Hoje eu fiquei pensando:

- Será que alguém já tomou a iniciativa de conhecer outro vizinho do prédio depois que começamos o blog?



Tomara que sim!
Eu ia achar muito legal!
Aguardo notícias condominiais!
Ótimo início de semana para nós.
Beijão

| por: Gabriele Valente Feliz |
                  :)   

domingo, 9 de setembro de 2012

Ô de casa!

No flyer do projeto, lê-se o apêlo:

"interfone...
bata na porta...
mande uma carta / e-mail..."

Pois bem, vamos ter que considerar também:
 "grite da varanda"
(risos)


Foi chamando meu nome que a Márcia, de passagem no 1205, conseguiu minha atenção de imediato. Corri para a varanda e procurei da onde vinham os gritos. Ao olhar pra cima vi três cabeças sorridentes. Uma delas até então desconhecida: Thadeu, o filho da Jacira. Convidei-os para um bate-papo em meu apartamento.

Thadeu, Jacira e Márcia, no 1205
Thadeu tem 21 anos e está a poucos passos de ingressar em uma universidade, onde pretende cursar Direito. Contou-me que inicialmente queria seguir na área diplomática, mas acabou se encantando pela promotoria.
Além de dedicar-se aos estudos, Thadeu trabalha como auxiliar administrativo. Ele presta serviços ao diretor da Globo, quando o mesmo está pelo Rio. Gosta do que faz, mesmo queixando-se de este não ser o mais divertido dos trabalhos. Um dos pontos positivos é que lhe proporciona tempo para dedicar-se aos estudos. Afinal, o que ele almeja é ser aprovado em uma boa universidade pública, e para isso é necessário dedicação.
Boa sorte e bom desempenho! :-)

Thadeu, apto 1205

| por: Aline Campbell |

domingo, 2 de setembro de 2012

Luiz na área!

Mal voltou de férias e, coitado, já foi nosso alvo. Luiz, que trabalha há 4 anos no Novo Centro, acorda às 3:30 da manhã (!) para pegar no batente aqui às 6. Ele diz que já se acostumou com o horário e gosta do seu turno, pois é um horário tranquilo para pegar o trem de volta à Queimados. Luiz, ariano divertido e um tanto quanto misterioso, é carioca e tem três filhos, o caçula com 14 anos. Já teve vários trabalhos diferentes, mas o que mais gostou foi na metalurgia, onde, durante 10 anos, exerceu diferentes funções. Como porteiro ele estreou aqui no prédio mesmo.
Fomos curiosas (Gabriele e eu) e perguntamos de suas férias. Luiz, bronzeadíssimo, contou-nos que pegou muita praia! ...no quintal de casa. (risos) Aproveitou as férias para cuidar da casa, fazer uma obra no quintal e cuidar da saúde. É isso aí!
Após nosso bate-papo, quando já íamos entrando no elevador, ele exigiu:  
"depois eu quero o meu cachê!" 
Esse é o Luiz. Só sorrisos.

Luiz, o porteiro da manhã!

| por: Aline Campbell |

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Vic, o torino

Em uma alusão ao belíssimo carro Ford Torino, que bombou nos EUA no final dos anos 60, venho falar do nosso vizinho do 1003, Victorino (leia-se Vitorino, sem o "c"), cuja disposição pode deixar mesmo um automóvel no chinelo.

"Não nasci para estar parado."

Victorino, apto 1003

Victorino trabalhou com jóias por quase 10 anos e aos 23 começou sua longa jornada aqui no Cás do Porto, onde trabalhou duro como contra-mestre de mecânica durante 30 anos. Física e psicologicamente, trabalho este realmente duro. Victorino diz que presenciou muitos acidentes –dentre eles, alguns letaisno gigantesco e perigoso maquinário que ele tinha de lidar diariamente.
Após a aposentadoria, Victorino se viu livre de todo stress que o  cercava no Cás do Porto e passou a dedicar seu tempo ao artesanato. Ele tem ponto certo na Feira da Glória, todo domingo de manhã, perto do relógio da Glória.

Victorino e suas caixas artesanais.

Durante nossa conversa, a cada vez mais, mais eu me encantava com a esperteza e criatividade dele. Certa hora, tive que perguntar: "Puxa vida, seu Victorino! O que você não sabe fazer?" A resposta veio na ponta da língua: "pilotar avião".
caixas organizadoras, por Victorino.
As idéias para seus trabalhos artesanais podem partir de um simples fecho de uma jaqueta. Auto didata e curioso de carteirinha, Victorino contou-me que desenvolveu seus trabalhos a partir da tentativa e erro. Hoje, com a ajuda da amada Teresinha, com quem vive por 42 anos, ocupa praticamente todo o tempo com as encomendas que ele mal da conta de fazer.

Tendo nosso panfleto de divulgação do projeto Conheça o Seu Vizinho em mãos, após ler a pergunta "Qual o seu super poder?", sorrindo, ele respondeu orgulhosamente: "O meu poder de velho é que eu nado 35 segundos sem respirar!" Dá-lhe Victorino! Pois eu nem nadar sei... (risos)
Ele pratica natação e falou que foi o próprio professor que cronometrou seu tempo.
Aliás, esporte é algo que sempre se fez presente na vida desse senhor de (quem conhece não acredita) 82 anos. Futebol, vôlei, basquete, remo e até mesmo capoeira estão na lista de esportes que Victorino já praticou.

Sai da frente, que o Torino está presente!

| por: Aline Campbell |

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

arco íris

 Hoje à tarde os apartamentos com vista para os Arcos foram privilegiados com este incrível arco íris duplo(!)
Lindo, não?! 
Pois bem... que tal irmos, juntos, atrás do pote de ouro?

| por: Aline Campbell |

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Família Mamão Papaya


Logo que conheci Érica na portaria, senti uma vibração muito boa, conversamos sobre o projeto do prédio: Conheça o seu Vizinho, e automaticamente, ela super interessada me convidou para conhecer seu lar, o 809.

Chegando lá, Débora e ela, me recebem muito bem, conversamos muito.
E as duas vão me contando a história daquele apartamento. 
Um apartamento vivo onde muitas coisas acontecem: rodas de conversa, exibições de filmes e reuniões culturais da galera do cinema e das artes que já está aqui no prédio a 4 anos.
É tão legal descobrir que uma galera como a Família Mamão Papaya mora no seu prédio.

Érica e Débora do 809
Uma galera artivista de verdade, que transforma a partir da arte. Um coletivo artístico que começou a partir do cinema e que infelizmente são seus últimos dois meses no Novo Centro Lapa, pois o apartamento é alugado, e o dono está prestes a vende-lo.
Só para explicar, Família Mamão Papaya é o nome que o coletivo recebeu dos mais íntimos.
No momento moram: Débora, Érica eLuana; que são jornalistas e Jonatan que é biólogo. 
Mas, Lígia, que é engenheira, também fazia parte da família até o mês passado, quando se mudou.
Eles são amigos de infância, que cresceram e se criaram em Bangu, filhos da Vila Kenedy, mudaram-se para a Lapa pois morar lá e demorar duas horas para chegar todo dia na faculdade, ninguém merece.
Família Mamão Papaya, só no sorriso
Érika me revela que seu maior medo de adolescente, por morar na periferia, era ter que trabalhar no Mac Donald's. Ela tinha pesadelos a noite quando pensava nisso. Mas graças a deus, isso não aconteceu! Com 16 anos ela teve a sorte de conseguir seu primeiro emprego no Jornal do Brasil e a
oportunidade de abrir a cabeça para o mundo, coisa que nem todo jovem de periferia tem a possibilidade de experienciar em sua vida.
Hoje, formada e muito convicta de que, se tivesse a oportunidade, adoraria dedicar sua vida a cultura.
Deixo aqui o contato das meninas:


Ahhh, a Família Mamão Papaya tem até filme sobre eles, que uns amigos produziram
Aqui está o teaser:
video




Sofá artístico da galera!







































| por: Gabriele Valente Feliz |
                  :)   

domingo, 19 de agosto de 2012

Jacira, a artesã


Jacira, apto 1205
Made in Recife, mas carioca de coração, Jacira que mora no Rio já há 30 anos, também nos cedeu um tempinho no sábado. Recebeu-nos em seu apartamento e em meio a conversas e descobertas, mostrou-nos seus incríveis trabalhos artesanais. Ela é socióloga de formação mas encantou-se pelo mundo da Moda logo cedo, e por 15 anos se dedicou ao meio.  Mais tarde, viu a necessidade de abrir um negócio seu e começou a trabalhar por conta própria. Os anos na Moda lhe proporcionaram enorme conhecimento de tecido e acabamento, fazendo dela hoje uma artesã de mãos cheias. Há 10 anos Jacira tem ponto certo na Feira do Lavradio, todo primeiro sábado do mês. Seus trabalhos são exclusivos e interessantíssimos, além de belos. Em meio aos vários trabalhos artesanais que ela sabe fazer, hoje Jacira foca em abajures e luminárias feitas a partir de material que ela mesma recicla, num mix de pétalas de rosa, casca de abacaxi, cascas de alho e outros. Ela mora no Novo Centro há 5 verões e divide o apartamento com o filho, Thadeu, de 20 anos de idade.

Abajures de material reciclado e renda, confeccionados pela Jacira, do 1205

Arranjos florais. Bom gosto de Jacira.
| por: Aline Campbell |

sábado, 18 de agosto de 2012

Vera, do 1006

Vera Lúcia, apto 1006
Eu e Márcia estivemos hoje no 10º andar conversando com a Vera Lúcia, que mora no Novo Centro desde antes mesmo de eu existir, desde 87! Ela acredita em nossos potenciais e está apostando no projeto. Vera, que foi professora pedagoga por muitos anos, e também exímia pianista, hoje é aposentada e gosta de passar o tempo em casa. Você precisa ver que delicadezas artesanais que ela sabe fazer! Sachês de sabonete perfumados para colocar em gavetas e guarda-roupas. São super bem feitinhos e delicados, com tamanho aproximado de 3cm. Vera faz por diversão e diz ser uma terapia elaborá-los. São três modelos diferentes, de variadas cores, que ela vende pela pechincha de 2, 3 e 5 reais apenas! Então está esperando o quê? Pega logo o interfone e peça um!
...um para cada gaveta! :-)

pequeninos sachês de sabonete perfumado, confeccionados pela Vera Lúcia, do  apto 1006
| por: Aline Campbell |

Fica, Alex!

Paralelamente ao projeto "conheça o seu vizinho", seguimos com a campanha:

Você conhece o seu porteiro?

..E a primeira vítima (risos) foi nosso mais novo porteiro da tarde, que ainda está em período de experiência: Alex.
Alex, que é apaixonado por esportes e música, divide seu tempo entre o Novo Centro, seu grupo de forró moderno e a luta muay thai. Ele viveu por 14 anos na Paraíba, mas é carioca da gema. Nasceu no Rio e há 8 anos voltou para cá. Olha que curioso: além de porteiro, Alex também é nosso vizinho. Ele e o pai moram em um conjunto de casas pertencente à Ordem do Carmo, logo em frente ao prédio. Lá, ele também toma conta e faz a segurança do local, que já foi alvo de tentativa de invasão por moradores de rua. 
Alex já teve várias profissões ao longo dos seus 27 anos. Dentre elas, a de padeiro (confessou-me ainda saber receitas deliciosas hmm), mas sua grande paixão mesmo é a música. Como mencionei anteriormente, ele tem um grupo de forró, onde é vocalista. O cd do grupo, com músicas próprias, irá sair logo logo. Também, eles estão com show marcado para o mês que vem, na Barra da Tijuca. Para maiores informações, basca perguntar diretamente ao próprio.
Uma dica: Alex também é um quebra-galho de primeira! Precisando de serviços de carpintaria e elétrica, só chamar! Com o Alex não tem tempo ruim. Tendo um tempinho livre ele estará pronto para ajudar.

Alex, o porteiro da tarde!
| por: Aline Campbell |

domingo, 12 de agosto de 2012

Todo 2º sábado tem...

...feirinha na Rua do Mercado

Na Praça XV também tem feira. Todo segundo sábado do mês, a Rua do Mercado e adjacências se enchem com barraquinhas e os bares e restaurantes abrem suas portas, oferecendo música ao vivo, além de boas e típicas refeições. A feira acontece a partir das 10 da manhã e vai até o Sol se pôr. A dica que eu dou, é chegar antes das 13h, para ainda dar uma passadinha no 'Mercado das Pulgas', que é a feira de antiguidades que acontece todo sábado pela manhã, em frente a estação das barcas.
 
Marcia Kato, do 1301 (dir) e Vania Salles, amiga com quem divide a barraca.
| por: Aline Campbell |

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Conhecendo

Ontem, quinta-feira (09/08), eu (Aline) e Gabriele estivemos na portaria com o objetivo de conhecer alguns moradores.
Colhemos frutos. 
          Alguns maduros, deliciosos. 
                       Outros, nem tanto... 
Estes meio verdes, porém, somente precisam de um pouco mais de nutrição que o tempo fará dele também um fruto excelente. 

Falamos rapidinho com o Renato, do 1107, que super apoiou o projeto se dispôs à, mais tarde, conversar melhor com a gente.
Ele mora no Novo Centro há 5 anos e trabalha com transporte internacional de carga. Também, olha que interessante, ele faz acessoria para retirada de visto estrangeiro. Eu inclusive, que logo logo vou tentar tirar o Americano, já sei a quem recorrer :-)

Conversamos também com o Julio, do 902
Ele, orgulhoso por ter servido o Exército Brasileiro, é uma pessoa incrível e conversou com a gente de coração aberto. Perguntamos há quanto tempo mora no prédio e ele respondeu sorrindo: "há tempo suficiente". Julio lamenta a perda da visão somente pelo fato de não ter podido continuar na sua profissão, que segundo ele, estaria exercendo até hoje. Porém, mesmo sem a visão, Julio afirma que enxerga muito mais do que muita gente por aí. Não duvido. Ele acredita na bondade das pessoas, além do material. Sua percepção é baseada em sentimentos, nos movimentos dos sons. Eu brinquei com ele, dizendo que ele na verdade é um filósofo e não sabe. Boas histórias, bons ensinamentos, boa alma. Julio, do 902.

"Só não me conhece quem não quiser"
...fica o convite.

Renato (1107), Aline (1105) e Julio (902)
| por: Aline Campbell |

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

de 160, quantos?

Abro este post com a pergunta:

De 160 apartamentos, quantos moradores você conhece?


Antes de mudar-me para o Novo Centro, eu morava em casa, numa vila onde todos se conheciam. Animei-me com a idéia de morar em prédio. Afinal, na vila erámos em torno de 20 casas apenas. No entanto, morando aqui, não tardou muito para eu perceber que mesmo estando juntos num mesmo edifício, união não é uma palavra que se faz presente. Moro aqui há 5 anos e o número de pessoas do prédio que eu conheço dá para contar nas mãos. Acredito não ser muito diferente com os outros moradores também. Inclusive entre aqueles que vivem aqui há mais de 10 anos... eu aposto minhas garrafas pet que mesmo estes não conhecem 1/3 dos condôminos! A questão é: somos mais de 160 cabeças pensantes, cheias de idéias e potencial. Por que não nos unirmos para fazer acontecer?! Existe muito, mas muuuuito, talento inexplorado aqui. 

Olha que legal se começarmos a nos reunir, criar pequenos grupos e fazer acontecer...
Serei mais clara...
Por exemplo, eu trabalho com artes. Poderia estar realizando uma oficina, aqui em casa mesmo, com meia dúzia de condôminos por vez. Interessaria? Você não gastaria nem dinheiro com passagem ou gasolina...
...E aquela sua receita de bolo de cenoura que deixa todos desejando sempre mais uma fatia? Por que não convidar um outro e compartilhar? Você poderia sugerir dos 'alunos' levar os ingredientes... 
...E você, músico, que tal umas aulinhas para interessados? Devem ter muitos fazendo aula fora e talvez estes mesmos se interessem em fazer aulas no próprio prédio. Olha que prático!
Estou falando de oficinas gratuitas, ou mesmo pagas. Por que não? 


A idéia é explorarmos nossos potencias. 
Fazer acontecer aqui, perto da gente.
Estou falando de praticidade. Estou falando de amabilidade.

...E então? Vamos? :-) 

| por: Aline Campbell |

Aline do 1105


Olá a todos! Alguns já me conhecem do "1105 de Portas Abertas", que foi uma exposição de "string art" que organizei aqui no meu apartamento em abril deste ano.
Em uma breve apresentação:
Meu nome é Aline Campbell, tenho 23 anos e sou artísta plástica.

Adoro conhecer e estar com pessoas.
Adoro compartilhar.
Tenho uma visão artística das coisas. Gosto de transformar. Gosto de criar.
Sinta-se a vontade para um bate-papo ou mesmo curioso em conhecer meu trabalho...  
1105 é o meu apartamento.

Vamos fazer juntos!

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Parceria com Anbraz159


Adriano, Karina e Junior
Hoje demos um passo muito importante no nosso projeto: fechamos a primeira parceria. A copiadora e gráfica Anbraz159 irá imprimir nossos folhetos de divulgação que serão utilizados na primeira fase do projeto.
Estivemos na loja hoje à tarde e fomos muito bem recebidas pelo atencioso e carismático gerente Bruno Fernandes e sua equipe, que nos receberam de braços abertos. Contamos inclusive com uma presença ilustre: o palhaço Bozo - com o qual também demos boas risadas. Foi um barato!

Gabriele e Aline com o pessoal da Anbraz159 - Bruno, Junior, Karina e Adriano




  

Rua Riachuelo, 159
Tel.: 2509-2370 / 2232-7587
e-mail - contato@anbraz159.com.br
site - www.anbraz159.com.br


| por: Aline Campbell e Gabriele Valente |